Alunos aprendem a cultivar hortas em escolas públicas do ES e produtos são usados na merenda

  • 07/07/2024
(Foto: Reprodução)
Projeto é realizado em dez escolas municipais de tempo integral de Viana, na Região Metropolitana da Grande Vitória. Alunos de 3 a 11 anos participam da ação. Alunos aprendem a cultivar hortas em escolas públicas e plantio é utilizado na merenda Estimular o contato com a terra, a consciência sobre os cuidados com a natureza e a prática de uma alimentação cada vez mais saudável: esses são os objetivos de um projeto que cria hortas em escolas públicas de Viana, na Região Metropolitana de Vitória. Verduras e legumes são cultivados por alunos de escolas municipais do ensino fundamental em tempo integral de seis unidades. E o que é colhido pelos estudantes é utilizado na merenda. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram Ao todo, nove escolas participam do projeto, com alunos de idades que variam entre 3 e 5 anos no centro municipal de educação infantil, e 10 a 11 anos na escola de ensino fundamental. A ideia é que mais escolas façam parte do projeto, que começou em 2021. 📲 Clique aqui para seguir o canal do g1 ES no WhatsApp O projeto é uma parceria entre o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e a Prefeitura de Viana, em parceria com a Fundação de Desenvolvimento e Inovação Agro Socioambiental do Espírito Santo (Fundagres – Inovar). Alunos de escolas públicas de Viana, no Espírito Santo, aprendem a cultivar hortas na própria unidade Reprodução/TV Gazeta Em algumas unidades, o projeto acabou de chegar. É o caso do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) José Chagas, que fica no bairro Primavera. As hortaliças foram colocadas em caixas de madeira para que a horta tenha mobilidade e os vegetais possam ser levados para a sala de aula e serem usados como estratégia de aprendizagem. "O momento que a gente envolve as crianças no plantio, no cultivo da horta, elas estão aprendendo novos hábitos e também aprendendo sobre sustentabilidade, meio ambiente, tudo o que envolve a questão do plantio e dos cuidados com as plantas", comentou a diretora da escola, Grazielle Gomes Nascimento. Tudo o que é cultivado pelos alunos em escolas de Viana, Espírito Santo, é utilizado no preparo da merenda Reprodução/TV Gazeta LEIA TAMBÉM: ES é o maior produtor e exportador de gengibre do Brasil; expectativa é de 84 mil toneladas em 2024 Colheita de café arábica começa no ES e produção deve superar em mais de 1,5 milhão de sacas a safra de 2023 Produção de uva na cidade das praias: Fruta se adapta ao clima quente e desenvolve turismo de experiência em Guarapari Na Escola Francisco de Assis Pereira, no bairro Canaã, a horta chegou há mais tempo. As crianças plantaram sementes de cenoura e aprenderam sobre as etapas do processo de plantio. A implementação de hortas no ambiente escolar está diretamente ligada às disciplinas trabalhadas, entre elas a de Ciências, especificamente nos conteúdos referentes à utilização do solo, às características das plantas e até a utilização dessas plantas no cozimento e na alimentação. "Eu já descobri que tem uma forma de diferente de afofar a terra, que não é simplesmente passar a mão. Tem a ferramenta certa para vir nas bordas, nos cantos e passar direitinho", disse a aluna Ysabella Muss da Silva, de 10 anos. Alunos de escolas em Viana, Espírito Santo, plantam salsinha, cebolinha, cenoura, dentre outros legumes e hortaliças Reprodução/TV Gazeta Depois da colheita, os alunos conseguem ver aquilo que plantaram no prato da merenda do dia a dia, com refeições balanceadas. "É gratificante trabalhar com eles e ensinar a mexer na terra. Que eles possam também levar isso para casa, para a família. Ensinar para a família o que é ter um alimento saudável, cultivar a cebolinha, a salsinha, economiza no bolso também", pontuou a professora Irenildes Moreira da Silva. A extensionista do Incaper, Carolina Santibanez Fernandes, contou que o projeto vem para resgatar a reconexão das crianças com a terra e deve incentivar, a longo prazo, a permanência do jovem no campo. “O município vem passando por um rápido processo de êxodo rural e, por esse motivo, nem sempre as crianças e os jovens têm tempo para estarem próximos da natureza. Esse é mais um caminho para que as crianças desenvolvam o amor e o cuidado pela terra”, disse Carolina Fernandes. Merenda das escolas em Viana, Espírito Santo, é feita com produtos colhidos nas hortas dentro das unidades Reprodução/TV Gazeta VÍDEOS: tudo sobre o Espírito Santo Veja o plantão de últimas notícias do g1 Espírito Santo

FONTE: https://g1.globo.com/es/espirito-santo/agronegocios/noticia/2024/07/07/alunos-aprendem-a-cultivar-hortas-em-escolas-publicas-do-es-e-produtos-sao-usados-na-merenda.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Anunciantes